Pompoarismo: o que é e como fazer para melhorar sua vida sexual

Talvez você tenha ouvido falar bastante de pompoarismo recentemente. Apesar de estar “na moda”, essa é uma técnica oriental milenar, que pode melhorar sua vida sexual e do seu parceiro. Para quem trabalha como acompanhante, dominar essa técnica pode garantir que seus clientes vão estar sempre prontos para essa uma verdadeira experiência na cama.

Quer saber mais sobre o que é pompoarismo, dicas práticas de como fazer e os benefícios que ele traz não apenas no sexo, mas para sua saúde? Continue lendo!

 

O que é pompoarismo

Você já sabe que é uma técnica milenar vinda do Oriente – há quem diga que a prática começou na África, há quem diga que foi na Ásia. Mas acredita-se que a origem seja de rituais de fertilidade muito antigos, em que as mulheres contraíam os músculos da vagina seguindo um ritmo. A técnica foi sendo aperfeiçoada e influenciada por diferentes culturas e costumes até ficar do jeito que conhecemos hoje.

Basicamente, o pompoarismo consiste no fortalecimento dos músculos do assoalho pélvico. É como se fosse uma musculação íntima para garantir que tudo vai permanecer no lugar certo. Afinal, o assoalho pélvico é o que sustenta órgãos como o intestino, o útero e a bexiga, e ele pode perder a força ao longo do tempo.

No Oriente, também é comum se referir ao pompoarismo como “exercícios de Kegel“, já que foi o médico Arnold Kegel que a popularizou nos anos 40. Ele encontrou na prática oriental uma solução para ajudar suas pacientes grávidas que sofriam de incontinência urinária.

Pompoarismo: o que é e como fazer

 

Benefícios do pompoarismo

“Assim como qualquer exercício físico, o pompoarismo traz diversos benefícios à saúde da mulher, além de resgatar a autoestima e confiança”, ensina Cátia Damasceno, especialista em sexualidade feminina e criadora de um curso online de pompoarismo. Veja algumas das vantages que as pompoaristas podem aproveitar:

  • Trata e previne a incontinência urinária e fecal (ou seja, ajuda a segurar o xixi e o cocô)
  • Facilita o parto e o pós-parto
  • Diminui as cólicas menstruais
  • Reduz os sintomas da menopausa

Além disso, há ainda os benefícios sexuais. Entre eles, estão:

  • Aumento da lubrificação, já que os movimentos aumentam a irrigação sanguínea do canal vaginal, explica Cátia
  • Maior elasticidade da vagina, o que diminui a dor na penetração
  • Mais facilidade de chegar ao orgamo (e mais chances de ter orgasmos múltiplos)
  • Maior controle dos músculos vaginais, o que aumenta a sensibilidade na relação sexual
  • Permite variar a performance na cama com movimentos diferentes
  • Fortalecimento dos músculos próximos ao ânus, que fazem parte do assoalho pélvico. “Portanto, se você também curte sexo anal, poderá se beneficiar”, recomenda a especialista
  • Aumenta sua confiança no sexo

Deu para perceber que o pompoarismo só traz vantagens, certo? Então, vamos falar sobre como fazer pompoarismo na prática.

Quer ganhar mais dinheiro como acompanhante?

Anuncie no Vivalocal ou coloque seu anúncio em destaque e eleve o nível dos seus serviços.

Mais contatos e mais clientes estão a poucos cliques. Não perca tempo.

Ganhe dinheiro hoje

Como fazer pompoarismo

Você não precisa de nada além do seu próprio corpo para fazer pompoarismo. Há diversos exercícios que podem ser feitos e, assim como na academia, dá para aumentar a “carga” com o tempo. Além disso, é um exercício que não tem idade certa: até adolescentes podem praticar para aliviar as cólicas da menstruação, por exemplo.

No entanto, para começar, você pode seguir este passo a passo:

  • Passo 1: fique deitada ou sentada e respire fundo para relaxar. É hora de se conectar com o seu corpo e entendê-lo um pouco melhor. Para isso, você precisa se concentrar
  • Passo 2: faça um movimento de contração na vagina e no ânus, como se estivesse puxando para dentro, e segure por dois segundos. Não precisa ser uma contração forte! Também fique atenta para não contraír os músculos do abdomem: o movimento e mais embaixo!
  • Passo 3: relaxe contando até oito. Intercale os passos 2 e 3 por dez vezes. É como se fosse na academia: você vai fazer dez séries dessa contração de dois segundos e relaxar por oito segundos
  • Passo 4: para finalizar, faça uma contração final de 10 segundos

Como usar bolinhas de pompoar

Se quiser investir em “equipamentos” para fazer a atividade, você pode procurar bolinhas de pompoar, também conhecidas como bolinhas tailandesas. E como usar as bolinhas tailandesas?

É simples: usando um lubrificante à base de água, insira a primeira bolinha na vagina. Em seguida, contraindo os músculos, “puxe” as outras para dentro. Então, relaxando os músculos, comece a expelir uma a uma.

Bolas de pompoarismo: como fazer exercícios

 

Pompoarismo masculino

Apesar de ser uma prática voltada para as mulheres, também existem exercícios que trazem os mesmos benefícios para os homens. Por isso, eles são chamados de “pompoarismo masculino”. E, além de também prevenirem e tratarem a incontinência urinária e aumentarem o prazer na cama, ainda ajudam quem tem disfunção erétil e ejaculação precoce. “E tem mais: aumenta a libido, a autoestima, confiança e ajuda a diminuir a ansiedade durante o contato íntimo”, explica Cátia.

O primeiro passo para o pompoarismo masculino é identificar exatamente qual músculo precisa ser contraído. Um bom jeito de fazer isso é, enquanto urina, segurar o xixi e perceber onde “aperta”. É exatamente esse músculo que será contraído nos exercícios de kegel para homens. O recomendado é repetir os exercícios de 3 a 8 vezes por dia.

Acompanhamento especializado para o pompoarismo

Deu para perceber que os exercícios de pompoarismo, mesmo sendo relativamente simples de fazer, podem trazer muitos benefícios para você, né?

No entanto, é recomendado inclui-los na sua rotina com orientação especializada. Afinal, fazer pompoarismo sem ter acompanhamento é como começar a fazer exercícios em casa sem um personal trainer ou professor de educação física te ajudando. Ou seja, se forem feitos da forma errada, ou se você exagerar na dose, o efeito pode até ser contrário: os músculos podem ficar doloridos e até causarem dor na hora da relação sexual, por exemplo.

Além disso, há alguns casos específicos em que o pompoarismo não é recomendado, como explica Cátia:

  • Mulheres grávidas: com até dois meses de gestação, é recomendado evitar o pompoarismo para não provocar contrações no útero
  • Endometriose: quem sofre com esse mal pode sentir dores com a prática, já que ela aumenta o fluxo sanguíneo
  • Miomas: se estiver em fase de crescimento, é melhor evitar o pompoarismo
  • Inflamações e infecções íntimas: antes de começar o pompoarismo, é necessário curar o problema, ou ele pode ficar pior
  • Quem usa DIU: é recomendado perguntar ao seu ginecologista quando poderá praticar os exercícios assim que coloca o dispositivo intra-uterino. No entanto, vale lembrar que ele fica no útero e o pompoarismo mexe com músculos da vagina, ou seja, são diferentes
  • Menstruada: não há problema nenhum em fazer pompoarismo menstruada, mas a especialista recomenda não usar acessórios, como as bolinhas de pompoarismo, para prevenir infecções

Por fim, recomendamos procurar um profissional, que pode ser desde um fisioterapeuta até um sexólogo especializado na técnica, para garantir que você só vai aproveitar os benefícios dessa técnica milenar. “Praticando pompoarismo da maneira correta, não há risco algum”, finaliza Cátia.

Quer oferecer essa experiência para seus clientes? É só contar no anúncio no Vivalocal que você sabe tudo de pompoarismo. Crie o seu agora!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Related Posts

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Back To Top