Pessoa-entre-dois-sexos

O que ser bissexual realmente significa?

Apesar de estar dentro da sigla LGBT, nos últimos tempos parece existe uma certa confusão sobre bissexualidade, principalmente quando não se considera isso uma identidade sexual reconhecida.

Com definições supostamente mais claras que aqueles que se identificam como gays ou lésbicas, muitas pessoas bissexuais continuam lutando para que sue identidade seja efetivamente considerada efetiva.

Por esta razão, talvez não seja surpresa que muitas pessoas bissexuais acabem se definindo como heterossexual ou gays, apenas para serem socialmente aceitas por seus pares, evitando a bifobia.

O que é a bissexualidade e o que significa ser bissexual?

Embora a bissexualidade envolva uma atração a homens e mulheres, a definição básica pode causar um pouco de confusão, devido ao fato de muitas pessoas se identificarem com mais de um gênero.

LGBTQI+ - porque a linguagem é tão importante

Como gênero é hoje algo mais fluído do que apenas duas opções, isso significa que algumas pessoas podem sentir que definição básica não se aplica realmente a elas.

No entanto, para simplificar, ser bissexual se refere-se apenas a sentimentos por homens e mulheres, seja emocionais ou físicos.

Isso significa que, em vez de ter o que era anteriormente considerado pensamentos e sentimentos convencionais por uma pessoa do sexo oposto, a bissexualidade também encoraja os mesmos sentimentos por pessoas do mesmo sexo.

Como você sabe se é bissexual?

A maioria das pessoas toma consciência da sua bissexualidade quando começa a desenvolver sentimentos por pessoas do sexo oposto e do mesmo sexo.

Esses sentimentos são mais fortes do que os relacionados a amizades e geralmente são mais emocionais, tanto física como mentalmente.

Algumas pessoas acham que esses sentimentos começam cedo, quando estão no período escolar ainda. Alguns descobrem, no entanto, mais tarde, quando estão na adolescência ou mesmo quando se tornam adultos.

Muitos, porém, podem descobrir mesmo depois de que se casaram ou vivem felizes com seus atuais parceiros.

Independentemente do estágio em que descobrem a bissexualidade, muitas pessoas que acreditam que podem ter sentimentos por homens e mulheres tendem a afastar esses sentimentos do seu pensamento recusando-se a reconhecê-los por medo de estigmas ou preconceito.

A verdade é que não há um momento exato no qual alguém se descobre bissexual. É preciso apenas entender que é um processo normal e deve ser vivido no seu curso natural, sem medo.

Os estigmas ligados à bissexualidade

Infelizmente, com a discussão sobre a bissexualidade traz o estigma da expressão. Não é incomum pessoas bissexuais sentirem que sua orientação sexual seja desvalorizada por ser pares gays e heterossexuais

Algumas pessoas acham difícil definir ou rotular alguém que se identifique como bissexual. Portanto, neste caso, o maior estigma surge da falta de entendimento.

Isso é especialmente problemático para quem se recusa a compreender que é possível ser atraído por mais de um sexo.

Embora pessoas que se identificam como gays e lésbicas também sofram preconceito, eles pelo menos podem ser identificados pelas pessoas pelas quais são atraídos.

Com a bissexualidade, isso não é necessariamente tão claro.

i. Bissexualidade é grosseiramente mal representada pela mídia

LGBTQI+ - porque a linguagem é tão importante

Quando uma celebridade ou rosto conhecido revela-se bissexual, quase que instantaneamente eles ganham publicidade.

Mas problemas surgem quando estrelas decidem usar sua bissexualidade como forma de aumentar a fama – especialmente quando na verdade eles não são efetivamente bissexuais.

Muitas vezes, a pessoa em questão não é bissexual, mas sim está promovendo por meio de um jogo de cena com a mídia para ganhar mais atenção do público.

Uma das razões para isso acontecer é que exaltar as preferências sexuais de uma pessoa vende bem na mídia como um todo, especialmente se a pessoas em questão é uma mulher.

ii. Os equívocos comuns sobre bissexualidade

Pergunte a qualquer pessoa que se identifique como bissexual e é garantido que você ouvirá deles que há uma série de mal entendidos que eles enfrentam constantemente.

As frases mais comuns que pessoas bissexuais escutam regularmente:

  • Bissexuais não levam a sério os relacionamentos ou tem fobias com compromissos
  • Pessoas issexuais são confusas pois não conseguem se decidir
  • Os bissexuais são egoístas porque querem o melhor dos dois mundos
  • Aqueles que se intitulam bissexuais estão apenas brincando
  • Ser bissexual é apenas uma fase que os jovens passam
  • Mulheres bissexuais estão apenas tentando atrais homens
  • A bissexualidade é apenas temporária até que a pessoa tente ambos os lados
  • Quem pensa que é bissexual na verdade gay ou lésbica
  • Pessoas bissexuais vão gostar de mim automaticamente
  • Você só pode ser bissexual se tiver um relacionamento com um homem e uma mulher

Bissexual x Pansexual: qual é a diferença?

Para aqueles que lutam para que se chegue a um acordo ou entendimento da bissexualidade, os últimos anos viram uma explosão de terminologias, para definir a sexualidade mais profundamente.

Um deste novos termos que ganhou força é o de pansexual. Ser pansexual é ser atraído física ou emocionalmente, por pessoas se todos os gêneros e sexos.

Isso pode significar que a outra pessoa é uma mulher, um homem, um transgênero ou alguém que se define como sem gênero (entre outras definições).

Enquanto o bissexual tende a se referir que gosta de alguém do mesmo sexo e do sexo oposto (homem e mulher), o pansexual é atraído por todas as pessoas, independentemente de como elas se apresentam ou se definem.

Quem se identifica como pansexual afirma que tem sentimentos por pessoas, em vez de definir determinado gênero.

Já os bissexuais tendem a conseguir “rotular” suas afeições a homens e/ou mulheres.

Conclusão

Em última análise, o que a bissexualidade representa para uma pessoa talvez não seja a mesma para um outra.

Na sua forma mais básica, ser bissexual é possuir sentimentos por mulheres e homens sem precisar oferecer uma explicação sobre isso.

Para algumas pessoas é bastante óbvio, para outras nem tanto. Em qualquer dos casos, o termo bissexual é real, importante e deve ser respeitado, bem como aqueles que se identificam como tal.

Mais importante ainda, o termo deve ser apreciado e celebrado por aqueles que desejem ser identificados por ele.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Back To Top