Aprenda o que significa BDSM

BDSM: o que é e como praticar com segurança

Atualmente, muito tem se falado de BDSM quando se trata de fetiches sexuais. Mas você sabe o qual é o seu significado? Com o crescimento da popularidade da prática, é importante conhecer quais são suas características e como praticar com segurança.

Envolvendo bondage, disciplina, dominação, submissão, sadismo e masoquismo, o sexo BDSM deve ser amplamente conhecido e discutido antes de experimentar.

O que é BDSM

Como falado anteriormente, o BDSM é o termo usado para descrever os aspectos do sexo relativos à escravidão e disciplina, dominação e submissão, sadismo e masoquismo.

O objetivo deste fetiche é encontrar o prazer em meio à dor e desconforto do parceiro. Para que isso aconteça, um dos parceiros é o dominador e a outra pessoa é submissa a suas vontades e desejos. Obedecendo ao outro, sem reclamar.

Aprenda mais sobre BDSM

Como funciona o BDSM

A prática é comumente realizada ou potencializada com o uso de acessórios, como kits de bondage, chicotes, algemas, cordas, vendas, entre diversos outros.

Apesar de a dor e a submissão fazerem parte da prática, é preciso que haja respeito e consentimento de ambas as partes para que seja realizada. O processo deve acontecer com bastante clareza e transparência dos envolvidos.

Dominador

Antes de começar a sessão de BDSM, o casal deve definir os papeis e decidir quem será o dominador(a) e que desempenhará o papel de submisso(a). Uma dica para tornar o momento mais interessante é os dois troquem os papeis e experimentem estar no controle um do outro.

Essa troca de personagens vai ajudar a entender melhor quais as habilidades são as melhores para desempenhar o papel de dominador.

O dominador é quem irá determinar tudo o que o submisso irá fazer, além de usá-lo como quiser, aplicando tapas e arranhões, usando chicote, algemas e cordas, amarrando o outro, ou impedindo que o outro chegue ao orgasmo, por exemplo.

Submisso

A pessoa que desempenhar o papel de submissiva será aquela que se entregará e confiará totalmente no parceiro, doando-se a todas as vontades do outro.

Além de proporcionar prazer ao dominador com a submissão, esse papel também pode ser reveladoramente prazeroso, uma vez que o desconhecido pode desencadear momentos de excitação e prazer.

É importante destacar que o fato de a pessoa, neste momento, estar no papel de submissa, não significa que ela deverá se submeter a todos os desejos do outro fora do sexo BDSM. Ou mesmo que deve se sujeitar a perigos desnecessários.

A segurança para a prática do BDMS deve ser levada muito a sério e constantemente assunto de discussão entre quem pratica, sejam parceiros fixos, esporádicos ou mesmo com profissionais.

O uso de roupa de couro é comum no BDSM

Breve dicionário BDSM

Cada termo dentro da sigla BDSM possui um significado particular. Bondage, por exemplo, é a prática de prender ou amarrar alguém. Já a expressão disciplina representa o papel submisso, no qual a pessoa cumpre todas as regras estabelecidas pelo dominador.

Sadismos e masoquismo (ou sadomasoquismo) é a relação entre o estímulo do sofrimento do outro (sadismo) e a satisfação de quem sofre (masoquismo) para excitar o parceiro.

Mas além desses, há outros termos que você também pode encontrar na prática do BDSM. Veja abaixo:

  • Baunilha: termo usado para pessoas que não praticam BDSM – se refere ao sabor mais comum e sem graça do sorvete.
  • Cena: Essa é a referência para uma espécie de atuação entre o casal que pode acontecer durante a prática.
  • SSC: Essa é a sigla dos preceitos que baseiam o BDSM: são, seguro e consensual.
  • Switcher: Refere-se ao termo das pessoas que trocam de papeis, uma hora são dominadoras outras submissas.

Como praticar BDSM com segurança

Como o BDSM tem como objetivo alcançar o prazer por meio da dor física e psicológica, a segurança dos parceiros é algo primordial durante a prática.

A comunicação deve ser usada antes, durante e depois da prática. Isso porque a conversa irá ajudar ao dominante decidir o que vai fazer, assim como o submisso a conhecer os limites que está disposto a se expor.

Ter uma palavra de segurança definida entre os praticantes é importante para que o submisso possa interromper a qualquer momento a prática. Essa é a regra de ouro no BDSM. A palavra de segurança deve ser respeitada acima de qualquer outra coisa.

O BDSM é saudável?

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), essa fantasia sexual é saudável quando é praticada de forma segura e saudável – sem colocar qualquer pessoa em risco.

Esse tipo de comportamento sexual não demanda acompanhamento clínico caso isso não afete diretamente os outros aspectos da vida da pessoa ou afete.

Assim como toda relação sexual, o BDSM é uma prática que deve ser consentida por todos os envolvidos, e todos devem estar confortáveis física e emocionalmente para a experiência realmente ser boa.

5 thoughts on “BDSM: o que é e como praticar com segurança

  1. Eu gostaria de ver um homem autoritário e oportunista abusando da minha esposa de forma a fazê-la desejar a submissão completa a ele, sexualmente…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Posts

Begin typing your search term above and press enter to search. Press ESC to cancel.

Back To Top